Aquela garota era um fenômeno de beleza e gostozura, mas o pessoal dizia que ela era maluca. E o sujeito resolveu conferir. Pegou a garota no escurinho, agarrou seu pescoço e disse: – O que é isso que eu tô pegando, Nininha?
– No meu pescoço! – respondeu ela.
Ele desceu a mão e perguntou:
– O que eu tô pegando agora?
– Nas minhas tetinhas!
Ele desceu ainda mais a mão e perguntou de novo:
– E agora, o que é que eu tô pegando?
– No meu umbiguinho…
Ele não conseguiu resistir e, enfiando a rola na bunda dela, perguntou:
– E… agora… o que eu tô pegando, hein?
– AIDS… – disse ela.