Na alfaiataria entra um padre e encomenda uma batina, quando vai buscá-la, após a clássica pergunta: “Quanto é?”, o alfaiate explica:- Nada, não senhor! Eu não costumo cobrar para religiosos.
O padre agradece, surpreso, e alguns dias depois envia-lhe um lindo crucifixo.
Dias depois, um pastor evangélico ouve a mesma resposta.
O pastor agradece e dias depois lhe envia uma Bíblia como presente.Depois é a vez de um rabino.
– Quanto lhe devo? – pergunta ele, na hora de retirar a encomenda.
– Nada! Eu não costumo cobrar para religiosos!
No dia seguinte, o rabino envia-lhe outro rabino.